29 de dez de 2006

Ler é um prazer.

Uma coisa que gosto muito de fazer é ler. No início lia para ter aquele ar de intelectual e me destacar no meio, depois era para saber mais que os outros e coisas diferentes para incrementar o papo e é claro tudo isso para me destacar no meio. Também tive minha fase ocultista onde tudo o que lia era para o meu desenvolvimento espiritual e mistico, e é claro no fundo o intuito era me destacar no meu meio. Posteriormente passei pela fase tecnica, onde tudo o que li ou estava relacionado a contabilidade ou estava relacionado a informática. Nesse ponto tive uma crise de estresse de leitura e parei de ler, por uns 6 meses.
Mas no meu amago, sentia a necessidade de ler por prazer, foi então que mudei minha ótica e passei a encarar a leitura de uma maneira diferente, ao invés de ler com o intuito de me destacar no meio, de me sentir melhor. Passei a ler por prazer. Aprendi que certos livros não são para serem lidos agora, são para o futuro, necessitam de amadurecimento. E que outros não serão lidos nunca. E outros para serem devorados em dias, horas talves. Mas o melhor que aprendi que é possivel ler com prazer.
Foi assim com o senhor dos anéis. Devorei todos e amo muito aqueles livros, não procurei encontrar neles frases feitas ou lições de moral e muito menos mensagens ocultas. Mas sim me deixei levar pelo universo, riquissimo em detalhes criado pelo Tolkien e deixei a imaginação fluir e sentir a aventura.
Ler é muito bom! Aprender a ler por prazer é melhor ainda!
Hoje estou lendo "Você está louco" do Ricardo Semler. Sempre gostei muito do "Virando a própria mesa" do mesmo autor e acabei me identificando com ele. Da mesma forma foi com o Amir Klink, comecei lendo o "cem dias entre o céu e o mar" e não parei. Não vejo a hora de comprar o "Linha d'agua".





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Parafraseando do ditado "quem conta um conto aumenta um ponto", aqui "quem comenta um post, aumenta um ponto"!